Banalidade do mal

Nunca consegui aceitar pessoa que veem o mal, a crueldade, a tortura, como algo normal. Também não aceito os indiferentes, os alheios, que fecham os olhos ou que aceitam cometer a crueldade por dever ou por crença numa ideologia fanática. Da mesma forma que Hanna Arendt, sempre me espanta quem se submete às ordens do tirano, sem ao menos pensar […]

Continue lendo »

A consciência culpada

Com a pandemia estamos assistindo a uma persistente, e isso além do mundo acadêmico, avaliação dos nossos padrões de desigualdade e num nível não limitado à questão racial para uma apreciação sobre os estratos de classe econômica. Dá a impressão de uma espécie de sentimento de culpa como se a Covid-19 nos convocasse para uma ida a um divã coletivo […]

Continue lendo »

Retorno

O pé direito se move, o esquerdo também, o direito avança, em seguida o esquerdo, o asfalto irregular fica ali, há segundos, já estou em outro fragmento desta via, agora sem buracos, e continuo a me mover cada vez com mais velocidade.  Centenas, milhares de casas, uma ao lado da outra, sobre, embaixo, casa dentro de casa no bairro dez quilômetros distante do centro, de […]

Continue lendo »

Feliz aniversário, Solda!

Nome completo: Luiz Antonio Solda, ou Prof.Thimpor, ou Nora Drenalina. Idade: menos de 70 e mais de 40. Profissão: Cartunista obsoleto, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Mensagem da Secretária Eletrônica: A vida é bela só não vale chute na canela. Comida que mais gosta: Rollmops com chocomilk, […]

Continue lendo »

A pirâmide perversa

Há uma certa medida de consciência culpada na insistência com que se descobre a obviedade da sociedade de castas em que vivemos nos números da Covid-19, o que embora enriqueça a bibliografia da nossa pobreza fundamentalmente não a altera. E isso não é feito apenas com dados regionais e também com números cósmicos. Há quem diga “quando me falam em […]

Continue lendo »

Hollywood – América?

A grande força do cinema americano no século XX, deveu-se a criação de um império de produção e distribuição do seu produto em escala mundial, com uma comercialização agressiva. Porém, esta grande força deveu-se à união de valores americanos e europeus, depois principalmente da primeira guerra mundial, quando os europeus e notadamente a França, até então, dominavam o mercado. A […]

Continue lendo »

O Microcosmos de Jorge Sato

O trabalho fotográfico de Jorge Sato é múltiplo. São projetos, ensaios, fotos comerciais, viagens. Com seu olhar privilegiado vê o que a maioria não vê. Olha com olhos de ver no dizer dos portugueses. Do macro ao micro. Das grandes obras de Oscar Niemeyer, de suas viagens pelo mundo com suas câmeras Lomo, agora concentra a via visão no universo […]

Continue lendo »

Deixo o poeta arder

A música no jardim tinha dor inexplicável Anna Akhmátova Quando eu for […] contem o número de mosquinhas do banheiro Mariana Marino Não cheguei nem perto, ouço só o que dizem, mas sei o que está escrito. E é assim que começo nossa conversa, numa confusão entre vida e morte, num segundo olhar atrasado, sabendo estar tomada por uma doença […]

Continue lendo »
1 2 3 11