Quantos, Vale?

Quando os portugueses invadiram o Brasil trouxeram tudo que podiam. Não queriam saber de Tupã ou qualquer deus indígena que fosse. Jesuítas, seus santos e seus cantos desembarcaram com toda a fé que cabia e protegeram aqueles que julgaram ter alma pura. Mineração não era trabalho para índios, para isso tinham os escravos negros africanos. Os gajos se preocupavam com […]

Continue lendo »

Todas as armas contra o câncer

(incluindo a fé religiosa) Intestino   Quando a Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou em outubro passado um documento alertando para os perigos da ingestão de certos alimentos – carnes vermelhas, com destaque – não tive dúvidas: deveria ouvir meu amigo, e companheiro de diretoria  do Instituto Ciência e Fé de Curitiba, Raul Anselmi Junior, 43, sobre o assunto que […]

Continue lendo »

O pianista de Curitiba

Um instrumentista que manteve longo e incessante caso de amor com seu piano. Aos 11 anos teve quatro aulas com Cláudio Stresser e depois seguiu pela vida a aprender sozinho, na força de sua vontade e na dádiva de sua inteligência, o que poderia fazer com as teclas. Num tempo em que a profissionalização da música deixava ainda mais a […]

Continue lendo »

Os Átrios de Memória de Rones Dumke

“A bondade atenciosa do anjo me acalmou consideravelmente, e aliviado pela água com a qual ele havia repetidamente diluído meu vinho, eu finalmente encontrei a calma suficiente para ouvir seu extraordinário discurso.” (Edgar Allan Poe, O Anjo do bizarro) Ele é um gentleman! Elegante no agir e no falar. Seu presente se fundamenta no passado, é um verdadeiro herdeiro dos […]

Continue lendo »

Um irmão chamado Volodya

No dia 16 de julho fui ao MON para a abertura da exposição “A União Soviética através da câmera”. Com produção, realização e curadoria de Maria Vragova e Luiz Gustavo Carvalho foram expostas fotografias de cinco fotógrafos russos e um lituano retratando os anos entre 1956 a 1991. Antanas Sutkus, o lituano, já tinha apresentado seu trabalho no museu em […]

Continue lendo »

Tão longe, tão perto!

Estive no Peru recentemente, fiquei impressionada com os contrastes e as belezas do nosso vizinho. Tão perto e tão longe da nossa realidade. Perto nos piores quesitos. Perto na pobreza, na poluição visual, na ocupação irresponsável e irregular dos morros das cidades, na invasão da propaganda política em todos os muros de todas as casas ao longo das estradas, no […]

Continue lendo »

Fora do mundo

Sob a paisagem noturna sinto o avesso da pele. Subtraio na imensidão vaga das horas a memória febril. Distancio para chegar mais perto do meu lar, aquele que habito, aquele que constrói, aquele que avisa que haverá um futuro confortável caso me jogue na aspereza da solidão.  Haverá um mesmo idioma, uma mesma linguagem, uma mesma manta onde me escondo […]

Continue lendo »

My fair Lady desfila em Curitiba

Cada cinema tinha uma marquise iluminada com letras cambiáveis que compunham o nome do filme em exibição, além de pequenos painéis ou vitrines, com o cartaz e fotos logo no hall de entrada, que também anunciavam os próximos lançamentos. As empresas exibidoras tinham seu espaço nos jornais, com sinopses, fotos, e jornalistas que se engajavam por puro prazer na divulgação […]

Continue lendo »

Roberto

É por isso esse olhar triste, Roberto? Me olhas com essas duas amêndoas como se eu fosse tua carrasca por que entro aqui, tiro tua roupa, depois a minha e faço tudo que gostas e que gosto e visto minha roupa e te deixo nu na cama e vou-me embora? É por isso que te queixas? Se te incomodas, Roberto, […]

Continue lendo »
1 2 3