Eu quero ser amado

Eu quero ser amado como Joana, a Louca, rainha de Espanha, amou Felipe, o Belo. Não acredito em outra forma de amor. Se não for obsessivo, doente, suicida, não é verdadeiro. O amor deve provar em seu desespero que é definitivo e incondicional. Menos não quero. Menos eu tive. Amores que se perderam na monotonia dos dias ou na dor […]

Continue lendo »

Pane seca. 71 mortos

Escrever sobre a tragédia que aconteceu com o time da Chapecoense em novembro é difícil, é estar no fio da navalha, pois há de se ter o respeito com os familiares, com os mortos, com os envolvidos. É preciso, no entanto, falar. Não de uma maneira doentia e oportunista. É preciso falar, pois a irresponsabilidade de um piloto – de […]

Continue lendo »

A tigrada não se emenda

Em conversa com um político que conhece como ninguém as entranhas de Brasília, ele dizia que é muito provável que neste exato momento estejam em curso várias falcatruas envolvendo dinheiro público. Propinas em troca de facilidades é a coisa mais comum. Isso onera as obras e os programas que acabam superfaturados. Estudo recente mostra que 80% das fortunas construídas no […]

Continue lendo »

Editorial. Ed. 183

O Brasil naufragou no populismo, o que agora nos custa muito caro. Em nome do nacionalismo, do anti-imperialismo e da fraternidade com os miseráveis, o PT e suas metástases armaram um plano que os manteve por 13 anos no poder. O suficiente para instalar a corrupção sistêmica que entranhou em todos os desvãos da vida pública brasileira. Perderam o poder […]

Continue lendo »
1 2